Integração e Confiabilidade

Até alguns anos atrás, alguns tipos de energia, como a eólica e a solar, eram vistas como instáveis e secundárias. Por exemplo, um dia nublado ou sem vento eram fatores restritivos e a maior parte das casas usava apenas como um plano B ou algo complementar à energia proveniente da rede convencional.

Porém, essas alternativas estão ocupando o papel principal na geração de energia. Isso só é possível porque as tecnologias atuais fornecem maior confiabilidade, além de possibilitar integração entre várias fontes. A tendência é de que, cada vez mais, o sistema esteja mais confiável e mais vantajoso. Isso sem contar o preço de instalação, que já é mais viável.